Está chegando a hora de rever velhos amigos…

Pois é, a vida é mesmo uma surpresa atrás da outra. E bem que já nos tinham avisado, não é mesmo? Nós é que muitas vezes nos esquecemos de escutar. Amanhã vai haver um encontro com pessoas que não vejo há anos. Algumas há mais de uma década. Colegas de segundo grau!

Hoje, ao combinar o horário, data e local com o pessoal, tive um aperitivo do que vai ser a noite! Muita conversa fiada, risadas e lembranças, provavelmente cada um de nós vai ter uma velha história que estava trancada no baú da memória escancarada na mesa de chopp. Velhos segredos que não fazem mais sentido serão largados entre petiscos e sorrisos. Provavelmente quando a noite acabar ainda haverá muito a ser dito, e ficará para o próximo encontro, sabe-se lá quando!

O mais especial disso tudo é que não será um encontro de turma. Será um encontro de turmas, já que a escola acabou, somos todos mais ou menos órfãos da sua referência. No fim das contas, somos as únicas provas, provas vivas, de uma experiência que não sobreviveu no tempo, mas que uniu pessoas diferentes, totalmente diferentes, em torno de uma mesma história de vida.

Cada qual seguiu seu caminho, com mais ou menos sucesso, errou, acertou, amou, se apaixonou, desistiu, acreditou, casou, descasou,viveu, em fim. Foram-se dez anos e parece que nem mesmo um verão passou. Como mudamos e como somos os mesmos!

Acho que aqueles eram dias mais felizes. Adolescência, o mundo em relativa paz, o futuro apenas pela frente, e muitas escolhas a serem feitas. Hoje, por mais felizes que sejamos, e por mais que tenhamos ainda muito a caminhar, podemos dizer com toda a certeza do mundo que foi muito bom conviver aqueles anos uns com os outros.

Carraspana! Carraspana!

Liberdade de Imprensa ou Parcialidade na Imprensa?

Um recado para meus companheiros jornalistas: verifiquem os sites que acompanham a imprensa, como campaigndesk.org, mediamatters.org e dailyhowler.com. Encontrei o conceito do Daily Howler para um roteiro da mídia, uma linha que dá forma à cobertura, frequentemente contrariando as provas, o que particularmente ajuda a entender noticiários na TV a cabo.

Se quer realmente ver esses roteiros em ação, observe a convenção democrata.

TVs comerciais cobriram apenas uma hora por noite. C-Span, por outro lado, fez uma cobertura ampla, com comentários livres. Mas muita gente assistiu pela TV a cabo? e o que viu foi manipulado por um roteiro que mostrava os democratas como pessoas que odeiam Bush e desdenham dos militares.

Se soa como um roteiro escrito por republicanos, é porque é. Como o filme “Outfoxed” deixa claro, a Fox News é para todos os propósitos uma agência de propaganda republicana. Uma pesquisa mostrou que espectadores da Fox eram mais inclinados a acreditar que foram encontradas provas sobre ligações entre Saddam e a al-Qaeda.

A CNN costumava ser diferente. Mas o Campaign Desk, da Columbia Journalism Review, concluiu que a emissora ã??se dobrou à imitação das mais dúbias táticas e políticas da Fox? Segundos após o discurso de John Kerry, a CNN deu a Ed Gillespie, presidente do Partido Republicano, a oportunidade de atacar o candidato.

Os comentaristas trabalharam duro para ajeitar cenas que não se encaixavam. Na Fox, Michael Barone afirmou que delegados comemoraram quando Kerry criticou Bush, mas que permaneceram calados quando falou em força militar. Cheque o vídeo: houve comemoração quando Kerry falou de uma América forte.

Na CNN, Bill Schneider disse que, de acordo com uma pesquisa de opinião do “New York Times” e da CBS, 75% dos delegados eram a favor do direito ao aborto sem restrições, exagerando o resultado, que indica que 75% se opõem aos limites que hoje temos.

Mas o verdadeiro poder de um roteiro é o modo como ele pode mudar uma reportagem sobre o que aconteceu.

Um grupo reunido por Frank Luntz, pesquisador de opinião republicano, achou o discurso de Kerry impressionante e persuasivo. Mas um alerta de ataque terrorista já apaga as lembranças da semana passada, com um conveniente timing político. Uma vez que a calma retorne, não se surpreenda se alguns comentaristas começarem a descrever o ineficaz discurso que esperavam ver, e não o que realmente viram.

Felizmente, nesta era da internet é possível driblar o filtro. No C-span.org, você acha as transcrições e vídeos dos discursos. Estimulo cada um a ver Kerry e fazer seu próprio julgamento.

PAUL KRUGMAN é colunista do “New York Times”
Jornal: O GLOBO Autor:
Editoria: O Mundo Tamanho: 443 palavras
Edição: 1 Página: 39
Coluna: Seção:
Caderno: Primeiro Caderno

© 2001 Todos os direitos reservados à Agência O Globo

Mais uma novidade!

Olha só o que o Wbloggar é capaz! 🙂 Ele identifica a música que está tocando no Windows Media Player. Aí é só clicar F11 e ele insere algo assim:

[Ouvindo: Tones of Home – Blind Melon – Blind Melon (04:27)]

É bacana ou não é?

É possível evitar a soja?

Recebi isso por e-mail. Ainda nem li mas me pareceu legal testar o envio de posts por e-mail!:)

É difícil. Voĉê pode parar de ingerir produtos óbvios como tofu e leite
de soja, mas ela também pode ser encontrada em cereais matinais,
sorvete, hambúrgueres, lasanha e toda sorte de coisinhas assadas como
bolos, biscoitos, tortillas, pão. Leia os rótulos cuidadosamente e coma
comidas orgânicas sempre que for possível.

Não é à toa que os antigos chineses não se alimentavam do grão de soja.
Hoje a ciência sabe que ela contém uma série de substâncias que podem
ser prejudiciais à saúde, e que recebem o nome de /antinutrientes/.

Um destes antinutrientes é um inibidor da enzima /tripsina/, produzida
pelo pâncreas e necessária à boa digestão de proteínas. Os inibidores da
tripsina não são neutralizados pelo cozimento. Com a redução da digestão
das proteínas, o caminho fica aberto para uma série de deficiências na
captação de aminoácidos pelo organismo. Animais de laboratório
desenvolvem aumento no tamanho do pâncreas e até câncer nessa glândula, quando em dietas ricas submetidos a inibidores da enzima /tripsina/.

O efeito inibitório da absorção de aminoácidos pode comprometer a
fabricação de inúmeras substâncias formadas a partir dos mesmos, entre
os quais, os neurotransmissores. A enxaqueca, a cefaléia em salvas, a
cefaléia do tipo tensional, e outras dores de cabeça, além de depressão,
ansiedade, pânico e fibromialgia, são causadas por um desequilíbrio dos
neurotransmissores. Qualquer fator que prejudique a sua fabricação, pode aumentar ou perpetuar esse desequilíbrio.

A soja contém também uma substância chamada /hemaglutinina/, que pode aumentar a viscosidade do sangue e facilitar a sua coagulação.
Portadores de enxaqueca já sofrem de um aumento na tendência de
coagulação do sangue e uma propensão maior a acidentes vasculares. A
pior coisa para esses indivíduos é ingerir substâncias que agravam essa
tendência.

Tanto a tripsina, quanto a hemaglutinina e os fitatos, que mencionaremos
a seguir, são neutralizados totalmente pelo processo de fermentação
natural da soja na fabricação de /shoyu/ e /missô/, e /parcialmente/
durante a fabricação de /tofu/.

Os fitatos, ou ácido fítico, são substâncias presentes não apenas na
soja, mas em /todas as sementes/, e que bloqueiam a absorção de uma
série de substâncias essenciais ao organismo, como o cálcio
(osteoporose), ferro (anemia), magnésio (*dor crônica*) e zinco
(inteligência).

A soja contém mais fitato que qualquer outro grão ou cereal.

Para os demais cereais e grãos (arroz integral, feijão, trigo, cevada,
aveia, centeio etc), é possível reduzir bastante e neutralizar em grande parte o conteúdo de fitatos, através de cuidados simples, como deixá-los de molho por várias horas e, em seguida, submeter a um cozimento lento e prolongado.

Já os fitatos da soja não são reduzidos por essas técnicas simples, requerendo para isso um processo bem longo (muitos meses, no mínimo) de fermentação. O tofu, que passa por um processo de precipitação, não tem os seus fitatos totalmente neutralizados.

O resultado?

Deficiências nutricionais que podem levar a doenças como dores crônicas, como dor de cabeça e fibromialgia. O zinco e o magnésio são necessários para o bom funcionamento do cérebro e do sistema nervoso. O zinco, em particular, está envolvido na produção de colágeno, na fabricação de proteínas e no controle dos níveis de açúcar no sangue, além de ser um componente de várias enzimas e ser essencial para o nosso sistema de
defesas. Os fitatos da soja prejudicam a absorção do zinco mais do que qualquer outra substância.



Elsa Soares é show!

Semana passada estive em um show incrível. Ainda mais porque foi de graça! Que qualidade! Foi um show de uma cantora da MPB por quem tinha simpatia, mas que nunca tivera tido oportunidade de assistir. Agora posso realmente dizer que ela arrasou! Elsa Soares realmente é uma rainha da música brasileira.

O show foi na Modern Sound em Copacabana. Uma loja de discos com vocação cultural, onde os milhares de CDs de todos os gêneros musicais se fundem a um café e a um palco. Um palco de onde a Diva negra da música brasileira, do alto dos seus setenta anos, e com uma voz de fazer corar muitas cantoras, brindou os populares, curiosos e fans que lotaram a casa. Com uma banda afinada, passeou por ritmos modernos, mostrou sua ginga no samba, homenageou Ben Jor e flertou até mesmo com o tango. Momento culminante quando em um solo sensacional, sem microfone, exibiu a magnífica Meu Guri de Chico Buarque. O silencio do público era total, embevecido pela beleza da voz de Elsa. Os músicos pareciam reverenciar a uma rainha.

Valeu a pena! E aconselho a todos que tiverem oportunidade de prestigiar uma artista de verdade!

Camelo Manco começa agora!

E o camelo mando dá a partida para uma longa jornada no deserto! Pouco a pouco vai se arrastando pela areia grossa, até a próxima parada…

Faça o que quizer fazer

Estou escutando no trabalho, enquanto respondo a e-mails de clientes e descasco os abacaxis de sempre, um CD da Cassia Eller muito legal, chamado Veneno Vivo. Eu comprei o CD tem já alguns meses, passei em MP3 para o computador, e nunca tinha tido tempo de ouvir! Muito bom! A Cassia Eller realmente me surpreende a cada vez que ouço algo de novo dela! Este Veneno Vivo é o máximo, é ao vivo, muito bom! Tem uma versão da música Vida Bandida do Lobão/Cazuza que é o máximo! Além é claro das ótimas Geração Coca-Cola rock and roll total e Faça o que Voĉê Quiser Fazer!

Passei uns dias no estaleiro com uma infecção intestinal, mas agora já estou 100%. Compreensível, afinal a vida de Esquimó em Esquimó não é para qualquer um!



Uma felicidade e uma tristeza

Hoje, de forma inesperada, sem pretensões, resolvi procurar por um velho amigo nas ondas da grande rede. E após nove anos, finalmente consegui seu e-mail ao surfar na web. E acho que descobri também o quanto algumas vezes, coisas pequenas para no podem se transformar em alegrias incomensuráveis para outros.

Este amigo estava catalogado em um site para praticantes de Origami, a arte japonesa de dobrar papel. Eu vi algumas fotos de origamis que este amigo fez e que estão na web. O que mais me impressionou foi a qualidade de seus trabalhos, na simplicidade do papel dobrado. Mãos delicadas, pensaria a maioria das pessoas. Mas não. So mãos de um homem que cresceu no frio das montanhas, tendo que fazer trabalhos pesados para ajudar a família a sobreviver. Mas capazes de fazer verdadeira mágica com um simples pedaço de papel.

Há exatos 11 anos, quando o conheci, ele estava dando os primeiros passos no Origami. Eu tinha praticado um pouco quando criança, era uma maneira da professora nos manter calmos, no primário. Vendo o interesse dele no assunto, de pronto lhe ofereci alguns livros japoneses de origami, que tinha ganhado de minha mãe ainda garoto. Para mim não eram mais de serventia. Para ele parece que foi o primeiro passo de um grande aprendizado: Porque o Origami, como muita das coisas que vem do Oriente, demandam paciência e dedicação impar para que se alcancem resultados que vão alem de um simples tsuru. E ele, pelos trabalhos que vi, me parece ser já mestre.

Me enche de alegria tê-lo reencontrado, ainda que não tenha ainda falado ou escrito a ele.

A tristeza vem da distância e do tempo que perdemos e em que poderíamos ter estado juntos, dois velhos amigos. Tão diferentes, e tão irmanados.

Mesmo que ele não saiba que estou aqui, longe, vendo seu trabalho, posso esperar do fundo do meu coração que ele tenha muito sucesso, e que tenha o máximo de momentos felizes em sua vida!

Que dureza braba, caramba!

Rapaz, que dureza! Estou numa pindaíba de dindin que dá até medo! Andei fazendo minhas continhas, e que arrepio… Acho que até o final do ano terei que viver em contenção de despesas, vendendo o almoço pra comprar o jantar. Mas pelo menos tenho um emprego, tem gente por aí sem nem mesmo isso! Tá duro pra todo mundo.
Pena que a mega sena não saiu pra mim! Seria uma beleza… Pagava os credores, comprava uma lambreta e um quiosque perto de casa e ia viver de vender coco! Difícil ia ser me segurar para não torrar a grana toda de uma vez!

Sem brincadeira, quem ganhou a bolada deve agora estar começando a se dar conta de dá um trabalho ter tanto dinheiro! Não ia poder gastar muito de uma vez para não ficar visado, ia ter que tomar cuidado com todo mundo querendo uma lasquinha da bufunfa, que paranóia… Mas ia dar pra comprar um ap̂ê por mês, só com o rendimento da bendita! E eu aqui dando mó duro pra pagar o condomínio do meu cantinho na zona rural!

Pois é, a inveja é uma merda. Mas mais merda ainda é ganhar a bolada e terminar tudinho na mão de uns picaretas! Agora, o que me resta, é guardar um troco toda semana para apostar na Mega Sena. Afinal, ainda estou pra ver alguém ganhar sem nem mesmo jogar.

Camelo Manco is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache