Está chegando a hora de rever velhos amigos…

Pois é, a vida é mesmo uma surpresa atrás da outra. E bem que já nos tinham avisado, não é mesmo? Nós é que muitas vezes nos esquecemos de escutar. Amanhã vai haver um encontro com pessoas que não vejo há anos. Algumas há mais de uma década. Colegas de segundo grau!

Hoje, ao combinar o horário, data e local com o pessoal, tive um aperitivo do que vai ser a noite! Muita conversa fiada, risadas e lembranças, provavelmente cada um de nós vai ter uma velha história que estava trancada no baú da memória escancarada na mesa de chopp. Velhos segredos que não fazem mais sentido serão largados entre petiscos e sorrisos. Provavelmente quando a noite acabar ainda haverá muito a ser dito, e ficará para o próximo encontro, sabe-se lá quando!

O mais especial disso tudo é que não será um encontro de turma. Será um encontro de turmas, já que a escola acabou, somos todos mais ou menos órfãos da sua referência. No fim das contas, somos as únicas provas, provas vivas, de uma experiência que não sobreviveu no tempo, mas que uniu pessoas diferentes, totalmente diferentes, em torno de uma mesma história de vida.

Cada qual seguiu seu caminho, com mais ou menos sucesso, errou, acertou, amou, se apaixonou, desistiu, acreditou, casou, descasou,viveu, em fim. Foram-se dez anos e parece que nem mesmo um verão passou. Como mudamos e como somos os mesmos!

Acho que aqueles eram dias mais felizes. Adolescência, o mundo em relativa paz, o futuro apenas pela frente, e muitas escolhas a serem feitas. Hoje, por mais felizes que sejamos, e por mais que tenhamos ainda muito a caminhar, podemos dizer com toda a certeza do mundo que foi muito bom conviver aqueles anos uns com os outros.

Carraspana! Carraspana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Camelo Manco is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache