Uma felicidade e uma tristeza

Hoje, de forma inesperada, sem pretensões, resolvi procurar por um velho amigo nas ondas da grande rede. E após nove anos, finalmente consegui seu e-mail ao surfar na web. E acho que descobri também o quanto algumas vezes, coisas pequenas para no podem se transformar em alegrias incomensuráveis para outros.

Este amigo estava catalogado em um site para praticantes de Origami, a arte japonesa de dobrar papel. Eu vi algumas fotos de origamis que este amigo fez e que estão na web. O que mais me impressionou foi a qualidade de seus trabalhos, na simplicidade do papel dobrado. Mãos delicadas, pensaria a maioria das pessoas. Mas não. So mãos de um homem que cresceu no frio das montanhas, tendo que fazer trabalhos pesados para ajudar a família a sobreviver. Mas capazes de fazer verdadeira mágica com um simples pedaço de papel.

Há exatos 11 anos, quando o conheci, ele estava dando os primeiros passos no Origami. Eu tinha praticado um pouco quando criança, era uma maneira da professora nos manter calmos, no primário. Vendo o interesse dele no assunto, de pronto lhe ofereci alguns livros japoneses de origami, que tinha ganhado de minha mãe ainda garoto. Para mim não eram mais de serventia. Para ele parece que foi o primeiro passo de um grande aprendizado: Porque o Origami, como muita das coisas que vem do Oriente, demandam paciência e dedicação impar para que se alcancem resultados que vão alem de um simples tsuru. E ele, pelos trabalhos que vi, me parece ser já mestre.

Me enche de alegria tê-lo reencontrado, ainda que não tenha ainda falado ou escrito a ele.

A tristeza vem da distância e do tempo que perdemos e em que poderíamos ter estado juntos, dois velhos amigos. Tão diferentes, e tão irmanados.

Mesmo que ele não saiba que estou aqui, longe, vendo seu trabalho, posso esperar do fundo do meu coração que ele tenha muito sucesso, e que tenha o máximo de momentos felizes em sua vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Camelo Manco is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache