Mais um aninho…

Sexta passada foi meu aniversário. É claro que não comemorei como gostaria, afinal estuo longe dos amigos e da família. Mas para não passar em branco, um colega de trabalho se ofereceu para preparar um jantar no seu apartamento para 5 pessoas. Fizemos a lista de compras e o menu ficou a cargo deste novo amigo, anfitrião e cozinheiro.
Aqui em Luanda, com os custos astronômicos de tudo, um jantar destes em um restaurante não sai por menos de $100 por pessoa. Este preço sem luxos, sem extravagãncias. Na casa deste amigo acabamos or alimentar 6 pessoas pela “bagatela” de $250.
A comida foi realmente o ponto alto da comemoração. De entrada comemos alguns canapés de atum. O primeiro prato foi “spaghetti ai frutti di mare”, um molho delicioso de tomates com polvo, lula, camarão, lagosta, mexilhão, etc… Só este prato já dava para satisfazer muita gente… Em seguida vieram tomates recheados com atum e uma salada de polvo de outro mundo. E como segundo prato um peixe conhecido por aqui como “manteiga”, feito no forno. A noite foi regada a vinho português e italiano, com água para mim, mesmo sob protestos do pessoal.
Não preciso dizer que sobrou comida para um batalhão. Não por que não estivesse gostosa, mas porque os italianos exageram sempre nas quantidades! Foi uma janta para ninguém botar defeito, e aprimeira refeição digna de ser assim chamada desde que cheguei em Angola. Me esbaldei.
Para terminar a noite, uma torta de yogurt, com 2 velas fazendo o número 32, e muito Proseco. Estava programada uma ida a uma discoteca na Ilha Luanda, mas depois da comilança e bebelança desistiram todos. Esses italianos sabem se alimentar!
Acabei dormindo no quarto de hóspedes do colega, pois dirigir até Cacuaco àquela hora não é lá muito recomendável, e meu fim de noite foi ficar assistindo Pulp Fiction dublado em italiano (o que é um espetáculo de tão trash!).
Foi afinal um aniversário diferente e atípico, mas valeu a pena. Só me arrependo de não ter levado a máquina fotográfica para registrar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Camelo Manco is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache