Kit Básico de Spam Moderno

A Renata, que publica o Kit Básico da Mulher Moderna, decidiu dar un “reboot” no blog depois de um tempo sumida. Eu adoro o que ela escreve e achei ótimo ela voltar à ativa. Merece

Durante o período de atividade do Kit Básico, Renata fez varios contatos com seus usuários e com outros blogs, inclusive o Camelo Manco. Esta valiosa rede de pessoas, audiência ou geradora de audiência para o Kit, se transformou em uma lista de emails, guardada com carinho pela Rê.

Quando decidiu anunciar ao mundo seu retorno do limbo, ela preparou um simpático texto que enviou para todos da lista.

Pelo visto a receptividade foi boa, depois de uns dias ela mandou outro e-mail para lista, anunciando um post específico. Até aí ótimo, afinal ela tem meu enderço para poder se comunicar comigo.

Mas dessa vez a Rê deu uma derrapada. Ela colocou todos os endereços de e-mail em cópia (CC) e não em cópia oculta (BCC). Todo mundo teve acesso aos contatos colecionados com carinho pela Renata ao longo dos anos.

Certamente sem querer, ela acabou por fazer o mesmo que aquele amigo chato, que manda um PPT para centenas de pessoas, que repassam para outra pessoas, e geram um movimento ad eternum que vai acabar levando seu endereço e-mail para uma lista de um SPAMER qualquer, vendendo viagra, prometendo fotos da Sandy pelada, heranças na Nigéria e coisas afins.

E assim um pequeno descuido inocente acabou por gerar um tráfego danado nas caixas postais de um bando de gente.

Como blogueiro não é bobo, mas muitas vezes é cretino, alguns da bendita lista começaram a mandar respostas a todos, fazendo promoção dos seus próprios blogs. Depois, outros começaram a responder pedindo para serem excluídos da “lista”, mas não sem aproveitar e fazer publicidade dos seus respectivos blogs. Espero que esse povo sossegue e seja decente de perceber que e-mail da Renata são bem vindos (desde que em BCC), mas que dessa cabeçada toda NàO!

Rê, você vai ficar me devendo essa!

Steve Jobs teve um ataque do coração?

Está rolando na rede o boato que Steve Jobs, manda-chuva da Apple está internado devido a um ataque cardíaco. Aparentemente o boato já foi desmentido pela Apple, mas o certo é que qualquer história desse naipe pode servir para derrubar as ações da Apple, caso não seja “tratado” a tempo.

Conhecendo no Brasil o Cocadaboa.com e a máquina de espalhar boatos virais de Mr. Mason, não duvido nada que tenha o dedo do cara nessa história! 🙂

E quando os dias ruins vem em cascata

Depois de duas semanas ralando como um danado para conseguir desentortar pepinos alienígenas no trabalho, fazer uma mudança às pressas do meu apartamento para um outro pequenino, perder todos os dados do meu HD externo (incluindo aí todas as minha músicas e 8 anos de fotografias, tudo isso durante o Ramadan e o Aïd (que deveria ser feriado, mas que pra mim não foi), acabei resfriado. Estou cansado, rabugento e doente… Que saco.

Em duas semanas acaba meu contrato, e acho que prefiro ir para um Hotel a ficar nesse apê aqui. Tá brabo…

Não vejo a hora de chegar no Rio, dormir na minha cama e na minha casa. Ah! Que canseira!

Mais sobre o Ramadan

Como o assunto Ramadam gerou alguns comentários e dúvidas, volto a falar sobre ele.

O Ramadam não tem data fixa para acontecer no calendário gregoriano, e pode se situar em qualquer data dos meses que vão de janeiro a dezembro. O Ramadan é o nono mês do calendário islãmico, que é um calendário lunar.

Durante o período do Ramadam as pessoas são aconselhadas a fazer uma grande refeição antes do sol rair, chamada de Su-hoor, e jejuar durante todo dia, até a hora do ” quebra-jejum”, a refeição chamada Iftar. O jejum inclui beber água, fumar e fazer sexo.

Eu não sou muçulmano, não faço jejum. Mantenho uma postura respeitosa de não comer ou fumar em frente de quem jejua.

Na Tunísia você tem poucos restaurantes abertos durante esse período. Mas na maior parte dos países árabes NENHUM RESTAURANTE ABRE. Isso significa que você tem que almoçar em casa, ou levar comida de casa para o trabalho, e comer e beber “escondido”, para evitar ofender quem está jejuando.

Na wikipedia há uma lista de sites sobre o Islã e sobre o Ramadan, em português.

THE INCREDIBLE HULK

Isso é papo velho para quem já viu o filme, que por sinal já saiu no cinema há algum tempo. Mas eu que só tive a oportunidade de assistir o filme hoje.

O filme é bem melhor que o último que eu tiha visto sobre o Hulk alguns anos atrás, que era um sonífero terrível. Esse novo tem efeitos especiais bem caprichados, uma trama bem mais interessante que mistura vários elementos dos quadrinhos mais recentes e uma curiosidade, o filme começa no Rio de Janeiro.

Fora todas as loucuras típicas das histórias em quadrinhos, que você já espera indo ver um filme do Hulk, a ambientação no Rio de Janeiro tem elementos para fazer rir qualquer carioca: Bruce Banner falando um português básico, a invasão de um grupo de elite do exército americano de uma favela do Rio (sem ser incomodados pelos traficantes) e um bando de gente falando português meio angolano e uma favela.

Achei legal a favela, ver a escadaria do Selaron e o relógio da Central  em Holywood.

Quanto à história, eles mudaram a origem do Hulk, do Abominável e do Líder. Isso é normal nas adaptações de cinema, os fãs fiéis de quadrinhos ficam fulos, mas não há como negar, que na história para o cinema, tudo ficou encaixado direitinho.

Me desculpem os puristas mas serviu para divertir uma quarta-feira a noite.

Mais um Ramadam

Na religião muçulmana o Ramadã é um período do ano que dura aproximadamente um mês no qual os fiéis jejuam durante o dia e festejam durante a noite.

A data exata do início e do fim Ramadan varia de acordo com o posicionamento da lua no céu, e este ano, está começando hoje.

Morando em um país muçulmano, tenho à minha volta várias pessoas que estão passando por esta experiência neste momento. É preciso ter uma certa sensibilidade com a religiosidade dos outros para evitar gafes.

Na Tunísia, onde há muita influência européia, e a religião não é vivida de forma intensa como nos países do Golfo, é mais fácil para um não muçulmano levar uma vida normal. Alguns restaurantes abrem normalmente durante o dia, mas servem somente a não muçulmanos, geralmente estrangeiros.

Alguns conselhos para evitar constrangimentos, durante o período do Ramadan, que devem ser seguidos quando na presença de muçulmanos que estejam fazendo o jejum:

  • Não comer;
  • Não beber;
  • Não fumar;
  • Não ouvir música;
  • Não contar piadas;
  • Evitar qualquer atividade que possa ser considerada diversão.

Durante o dia, é preciso ser discreto para não ofender aqueles que estão seguindo a religião, no caso a maioria dos que vivem aqui. A cidade fica um cemitério e o horário de trabalho fica reduzido das 9:00 às 15:00, em horário contínuo.

Durante a noite as pessoas fazem banquetes, cantam, dançam, se divertem até a madrugada. Dependendo de onde se vive é até difícil dormir com os carros que passam e buzinam, os vizinhos que  reúnem a família cantam e dançam, em geral até umas 4:00 da manhã. Os bares abrem, as lojas reabrem, e a cidade se transforma completamente durante a noite nesse período.

Para um brasileiro a coisa toda é bastante exótica, mas acredito que como este é meu segundo Ramadan, vou me acostumando…

A Boulangerie, o Ladrãozinho e o Salon du Thè

Em baixo do meu prédio há duas lojas.

Uma é uma Boulangerie , a outra o ladrãozinho. Ladrãozinho é um termo carinhoso que eu uso para qualquer mercadinho fuleiro, que fica perto da sua casa, onde você pode comprar de beiscoito a desodorante por um preço 5 vezes mais caro que no supermercado. No Rio de Janeiro as duas lojas seriam uma só: a padaria.

Na Tijuca há até hoje a Padaria Primo Basílio, e minha mãe até hoje reclama do preço abusivo do presunto lá. Ganharam tanto dinheiro vendendo víveres superfaturados que abriram um restaurante a quilo no andar de cima. No Recreio há a Padaria do Barra Sul, que entrega em casa. Sobrecarrega no preço, mas te entrega sem cobrar por isso, mesmo que você peça só 2 pÃ¥es! Você telefona às 8 e o pão chega murcho às 9 e meia, mas é de graça! No Rio todo tem esses ladrãozinhos, e já os vi ativos também em outras cidades, deve ser generalizada essa prática pelo Brasil…

Mas voltando à Tunísia…

A padarie, quando cheguei aqui, me parecia linda. Novinha em folha, eu ia todo contente comprar aquelas baguetes quentinhas, uns doces bonitos de chocolate, tortas, guloseimas em geral. Todo dia passava lá para comprar um croissant de manhã, e levava para comer no escritório. Nos dias bons levava um saco com 10 e fazia a festa do pessoal de lá, que comia croissant de graça.
Passou-se mais de um ano e o serviço decaiu. O pão ficou meio xumbrega, os doces diminuiram de tamanho, foi ficando mais caro e o lugar mais sujo. Mas os caras só me perderam como cliente quando descobriram que eu sou brasileiro.

Agora é só eu entrar na fila e cada funcionário que me vê diz em voz alta “Bonjour Bresilien!”. Aí a arabada toda no estabelecimento invariavelmente olha para minha cara, afinal eu sou ser mais exótico do planeta, sou brasileiro…
Deixei de ir lá, cacilda! Cansei daquele sentimento de que a velha na minha frente na fila vai chegar em casa e dizer ao netinho, “meu filho, hoje eu vi um brasileiro, e o pior de tudo, era branco!”.

Sim, os árabes daqui tem certeza absoluta que no Brasil só há negros, que todos jogam futebol na Europa, são infiéis e andam pelados no carnaval. Pelo menos os que frequentam a padarie.

Fiquei meio bronqueado com a padaria, e resolvi passar a tomar o mata-bicho no Salon du Thè. O nome é chique pacas, mas nada mais é que um botequim sem álcool. Tão sujo quanto. Só que o garçom que te traz o café e o croissant não chega nem aos pés dos nossos quando nos trazem um pão na chapa e um pingado. Mas tudo bem, pelo menos não gritam “Bresilien”, cada vez que me vê!

C’est la vie, mon ami, c’est la vie….

Em viagem

Estou no aeroporto Tunis-Cartage, na sala VIP da Tunisair, esperando o embarque para Paris. A mordomia, além de acesso internet inclui sucos, uns docinhos, croiassant, refrigerantes e uma TV de 50 polegadas passando novelas em árabe. Pela qualidade das imagens parece ser produto da TV estatal local, mas não sei, pode ser marroquina ou argelina.

O vôo para Paris deve sair em menos de uma hora, e eu devo ficar parado no Charles de Gaule pelo menos umas 4 horas, esperando a conexão.

Se puder mando notícias da sala vip de Paris.

Frustração das Férias Atrasadas

Devido à eficiência magistral do departamento responsável não consegui vôo para o Rio de Janeiro amanhã. Ou melhor, eu consegui, mas a agência de viagens não. Eu estou seco para chegar em casa, e vou chegar, mas com alguns dias de atraso.

Um dia escrevo um tratado sobre porquê o departamento de recursos humanos deveria ser excomungado da vida corporativa. Um dia…

☺

Nasceu o João Guilherme!

Nasceu meu sobrinho João Guilerme!

Parabéns Bia, Parabéns Décio! Parabéns Gugu, vovôs e vovós!

Seja bem-vindo João!!!!!

wpid-joaoguilherme070708-2008-07-9-00-55.jpg

Camelo Manco is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache