Widgets Plugins vs. Canvas

Para facilitar a vida dos usuários de WordPress, a Automattic criou o Widgets Plugin, do qual falei no post anterior. Não há o que querer mais da vida, dirão muitos. Mas imagine a facilidade de arrastar e soltar não apenas “pedaços” da sua barra lateral? Imagine poder mudar praticamente toda a arquitetura do seu tema somente arrastando e soltando… Isso seria bem melhor, não é? Pois é exatamente a isso que um outro plugin com características semelhantes, mas muito mais poderoso em funcionalidades do que o Widgets plugin, se propõe. Se chama Canvas e é desenvolvido pela Fresh Pursuits. Devo ser sincero com vocês e dizer que tenho uma preferência pelo Canvas, pois é bem mais simpático. Olhem só o que é possível configurar com ele no screenshoot abaixo:

wpid-canvas-shot.thumbnail-2006-09-6-05-42.jpg

Assim como o Widgets plugin o Canvas necessita de um tema compatível e de “blocks”, uma forma bem mais lógica de chamar blocos, que nada mais são que os tais widgets! 🙂 Qual a parte ruim da história? A parte ruim é que Canvas não “colou”. A maior parte dos usuários não conhece o Canvas ( e se depender dos desenvolvedores do WP, que são os mesmos dos Widgets, vai continuar sem conhecer). Há poucos temas para ele, e poucos blocos disponíveis. A grande diferença é que tanto a criação de temas, como a criação de blocos capazes de conter plugins tradicionais é bem documentada no site e tão fácil que até eu consegui criar um bloco para conter o plugin do Now Reading, com cinco minutos de tempo. A comunidade é pequena e há um interessante fórum, onde os desenvolvedores trocm idéias e dão suporte, e parece que todos se conhecem como em cidade do interior. Vale a pena dar uma olhadinha. Para quem gosta de facilidade o Canvas é também de grande ajuda! Um trabalho muito bem feito, e o tema Kiwi bem legal. E não deixa de ter o gostinho do underground, enquanto os Widgets cada vez mais se pausterizam no mainstream!

WordPress Widgets: Uma revolução?

Nos últimos meses um plugin para WordPress está revolucionando a forma como os usuários se relacionam com o seu sistema de blogs favorito, utilizando tecnologia Ajax e trazendo a Web 2.0 aos nossos blgs. O Widgets Plugin da Automattic permite que os usuários configurem sua barra lateral de forma muito mais intuitiva do que antes, bastando arrastar e soltar. Parece o paraíso? Pois pode acreditar que é um alívio, principalmente para os novatos. É um dos atrativos do WordPress.com, site de hospedagem criado pelos idealizadores do WP, mas também disponível para os que rodam uma cópia do WP em outra hospedagem.
Para usufruir dos benefícios deste plugin é preciso estar atento a dois fatores:

  1. Deve-se usar um tema capaz de entender o conceito de Widgets. Uma lista inicial pode ser encontrada no Codex do WordPress.
  2. Utilizar plugins compatíveis com a tecnologia Widgets. Uma boa lista está no mesmo link acima.

Existe uma boa gama de temas e plugins compatíveis com Widgets. Existem Widgets especiais que SàO plugins, e outros que permitem a utilização de plugins tradicionais com o Widgets. A instalação dos plugins com Widgets não é muito diferente dos plugins tradicionais, mas é bom estar atento às instruções de cada plugin.

Mas o que são os benditos widgets? São “blocos” que o usuário pode arrastar e soltar para construir a sua barra lateral. Se o usuário quer calendário como primeira coisa a aparecer, basta pô-lo lá. Não gostou? Arrasta para outro lugar, ou mesmo retira da lista de “blocos” a serem publicados. Olhe o screenshot abaixo para entender melhor!

wpid-widgets.thumbnail-2006-09-5-02-351.jpg

A grande vantagem deste método e a possibilidade de mudar de tema sem traumas, sem precisar editar praticamente nada. Basta que o novo tema também seja compatível com o Widgets plugin e voilá, “tudo como antes no quartel de Abrantes”. Não é necessário editar templates para adicionar funcionalidades, o que é realmente um grande facilitador para o novato que já custa a entender que precisa dar upload de um plugin (Aliás bem que o WordPress poderia ter uma interface simples para dar uploads de plugins. Olha aí o que realmente falta, um bom gerenciador de plugins, como já houve…).

Um bom lugar para ver as novidades em termos de plugins e temas compatíveis com o Widgets Plugin é o blog dos desenvolvedores!

Mas e aquele plugin que eu gosto tanto mas que é feito à moda tradicional? Existe um widget capaz de resolver seu problema na maior parte das vezes: o execphp, que faz exatamente isso, executa PHP.

Mas visite o site do seu plugin, há boas chances que o desenvolvedor já tenha feito versão compatível. Caso contrário procure no google, muita gente está escrevendo Widgets que permitem utilizar de seus plugins favoritos. Em último caso, aconselho aos hábeis de escrever um widget para o plugin. Há alguma documentação (pouca) no site da Automattic. Não me parece um exercício para, os como eu, fracos em programação.

Qualquer adição de botões, imagens, etc, pode ser feito com o Text Widget, que vem instalado por padrão, e aceita HTML. No camelomanco com Widgets, copiei o que precisava do meu antigo rodapé (sem as tags div) para um widget de texto e ficou belezinha.

Coloquei aqui no site rodando um Widget que mostra os plugins que tenho rodando no Blog. Olhe aí na barra lateral, serve de boa amostra!

Há temas legais já suportando os Widgets. Eu estou usando uma versão do K2 em 3 colunas. Veja o link no rodapé do blog! Há sempre a possibilidade de adaptar seu tema preferido. Não parece ser muito complicado, mas eu não quis me aventurar. Se você tem o estômago necessário, vá aprender como se faz! Provavelmente você vai precisar adaptar o CSS para que tudo fique bonitinho de novo.

Os iluminados talvez ainda prefiram utilizar os métodos tradicionais de editar na mão arquivos e programar hacks em php. Mas o cidadão comum da blogosfera, que só quer dizer a sua, tem uma ferramenta ótima a disposição.

WordPress Widgets: Uma revolução?

Nos últimos meses um plugin para WordPress está revolucionando a forma como os usuários se relacionam com o seu sistema de blogs favorito, utilizando tecnologia Ajax e trazendo a Web 2.0 aos nossos blgs. O Widgets Plugin da Automattic permite que os usuários configurem sua barra lateral de forma muito mais intuitiva do que antes, bastando arrastar e soltar. Parece o paraíso? Pois pode acreditar que é um alívio, principalmente para os novatos. É um dos atrativos do WordPress.com, site de hospedagem criado pelos idealizadores do WP, mas também disponível para os que rodam uma cópia do WP em outra hospedagem.
Para usufruir dos benefícios deste plugin é preciso estar atento a dois fatores:

  1. Deve-se usar um tema capaz de entender o conceito de Widgets. Uma lista inicial pode ser encontrada no Codex do WordPress.
  2. Utilizar plugins compatíveis com a tecnologia Widgets. Uma boa lista está no mesmo link acima.

Existe uma boa gama de temas e plugins compatíveis com Widgets. Existem Widgets especiais que SàO plugins, e outros que permitem a utilização de plugins tradicionais com o Widgets. A instalação dos plugins com Widgets não é muito diferente dos plugins tradicionais, mas é bom estar atento às instruções de cada plugin.

Mas o que são os benditos widgets? São “blocos” que o usuário pode arrastar e soltar para construir a sua barra lateral. Se o usuário quer calendário como primeira coisa a aparecer, basta pô-lo lá. Não gostou? Arrasta para outro lugar, ou mesmo retira da lista de “blocos” a serem publicados. Olhe o screenshot abaixo para entender melhor!

wpid-widgets.thumbnail-2006-09-5-02-35.jpg

A grande vantagem deste método e a possibilidade de mudar de tema sem traumas, sem precisar editar praticamente nada. Basta que o novo tema também seja compatível com o Widgets plugin e voilá, “tudo como antes no quartel de Abrantes”. Não é necessário editar templates para adicionar funcionalidades, o que é realmente um grande facilitador para o novato que já custa a entender que precisa dar upload de um plugin (Aliás bem que o WordPress poderia ter uma interface simples para dar uploads de plugins. Olha aí o que realmente falta, um bom gerenciador de plugins, como já houve…).

Um bom lugar para ver as novidades em termos de plugins e temas compatíveis com o Widgets Plugin é o blog dos desenvolvedores!

Mas e aquele plugin que eu gosto tanto mas que é feito à moda tradicional? Existe um widget capaz de resolver seu problema na maior parte das vezes: o execphp, que faz exatamente isso, executa PHP.

Mas visite o site do seu plugin, há boas chances que o desenvolvedor já tenha feito versão compatível. Caso contrário procure no google, muita gente está escrevendo Widgets que permitem utilizar de seus plugins favoritos. Em último caso, aconselho aos hábeis de escrever um widget para o plugin. Há alguma documentação (pouca) no site da Automattic. Não me parece um exercício para, os como eu, fracos em programação.

Qualquer adição de botões, imagens, etc, pode ser feito com o Text Widget, que vem instalado por padrão, e aceita HTML. No camelomanco com Widgets, copiei o que precisava do meu antigo rodapé (sem as tags div) para um widget de texto e ficou belezinha.

Coloquei aqui no site rodando um Widget que mostra os plugins que tenho rodando no Blog. Olhe aí na barra lateral, serve de boa amostra!

Há temas legais já suportando os Widgets. Eu estou usando uma versão do K2 em 3 colunas. Veja o link no rodapé do blog! Há sempre a possibilidade de adaptar seu tema preferido. Não parece ser muito complicado, mas eu não quis me aventurar. Se você tem o estômago necessário, vá aprender como se faz! Provavelmente você vai precisar adaptar o CSS para que tudo fique bonitinho de novo.

Os iluminados talvez ainda prefiram utilizar os métodos tradicionais de editar na mão arquivos e programar hacks em php. Mas o cidadão comum da blogosfera, que só quer dizer a sua, tem uma ferramenta ótima a disposição.

Camelo Manco is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache